Instituto de Cinema de SP

MTV Brasil recebe alunos do Cinema Total do InC

A visita monitorada contou a história, mostrou estúdios e equipamentos, além de contar sua importância na TV brasileira

Os antigos estúdios da MTV Brasil, no bairro do Sumaré, em São Paulo, receberam na quinta, dia 24, os alunos do Curso de Cinema Total do InC. Acompanhados por Valter Pascotto, diretor de operações e por Batista, diretor de fotografia, os alunos conheceram a história da emissora e os estúdios de gravação.

Como complemento, puderam experimentar - muitos pela primeira vez, a sensação de brincar com equipamentos, cenários, além de descobrirem os processos do funcionamento de uma TV de verdade.

Durante aproximadamente três horas, Valter e Batista mostraram como os programas eram gravados, como foram as primeiras transmissões ao vivo (que só começaram quatro anos após o lançamento da emissora), além dos progressos e conquistas que emissora obteve.

Dias de glória

Quem ouve falar da MTV brasileira atualmente, muitas vezes desconhece sua história. A emissora começou no Brasil em 1990, exatamente às 20h do dia 20 de outubro. Assim, "Garota de Ipanema", na voz de Marina Lima, abria a programação de algo que, por 23 anos, mudava a experiência musical de muitas pessoas.

Tudo porque, diferentemente da atualidade, em que clipes musicais são lançados simultaneamente em plataformas como YouTube e Vimeo, havia a expectativa dos fãs para conhecer os novos trabalhos de seus ídolos.

Programas como Top 10 MTV, Disk MTV, Lado B, Fúria MTV, Cine MTV, Rock Gol, entre outros, mostravam novidades do circuito musical em todo o mundo. Da mesma forma, muito antes de existir o vlogger, os VJs foram consagrados como profissão e tinham status de grandes apresentadores da TV no Brasil.

Muitos deles, inclusive, seguiram a carreira em outras emissoras. Como exemplo, temos Zeca Camargo, Cazé Peçanha, Astrid Fontenelle, Marina Person, Didi Wagner, João Gordo, Gastão Moreira entre outros nomes.

O Grupo Abril deteve a concessão da emissora, juntamente com a Viacom. No entanto, interesses comerciais o fizeram devolvê-la ao controle total da Viacom em 2013.
voltar